Branding: como fazer a gestão de marca

gestao-de-marca


Se você tem um negócio, aprender sobre branding e como fazer a uma gestão de marca é um passo muito importante. Isso porque ela também faz parte da sua organização e pode te gerar mais lucro do que o próprio produto. 

Pode parecer confuso, mas é graças a essa estratégia que empresas como a Coca-Cola e a Apple são tão bem vistas no mercado e faturam bilhões anualmente apenas pelo seu nome. 

Portanto, se você caiu aqui de paraquedas e não sabe o que é branding e como fazê-lo, vamos te auxiliar com isso. Então, continue acompanhando este artigo abaixo para saber mais!

O que é branding?

Branding é a gestão da marca de uma empresa com o objetivo de melhorar a percepção que os consumidores têm sobre o mesmo. Uma organização possui a marca como parte do seu patrimônio, por esse motivo, o branding também se torna necessário, assim realizando planejamentos de longo prazo para que a marca possa gerar valor futuramente.

A gestão de marca envolve vários fatores como, tom de voz, posicionamento, propósito e elementos visuais. Além disso, nesta atividade é importante trabalhar todos esses aspectos alinhados aos seus stakeholders, que são pessoas físicas ou jurídicas que estão envolvida com a marca. 

Qual a importância da gestão de marca?

O setor de marketing e branding são tão importantes como os demais de uma empresa, por isso, fazer a gestão de marca também é um passo fundamental.

Através dela é possível garantir que a sua impressão seja positiva e passe de fato àquilo que a empresa procura. A partir disso, é possível melhorar a sua credibilidade no mercado, se destacar entre demais empresas, contribuir com o seu crescimento de maneira sustentável e gerar lucratividade apenas com a marca.

Além desses fatores, gerenciá-la também permite que ela crie identificação e conexão com os seus consumidores. 

O importante disso é que o comportamento dos consumidores está exigindo marcas mais humanizadas do que simplesmente empresas. Dessa forma, o seu uso se torna um fator necessário para se manter em um cenário competitivo. 

Aproveite para ler também: 4 coisas que as marcas mais valiosas têm em comum

Como fazer uma gestão de marca?

Assim como os demais setores de uma empresa, a gestão da marca também necessita de alguns cuidados e atenção em todos os atributos envolvidos. Com base nisso, para realizá-la é necessário separar os seus elementos em passos, podendo assim, se dedicar cuidadosamente em cada um.

Antes de entendermos como funciona cada etapa, podemos destacar que os elementos são divididos em dois grupos, a identidade visual e estratégias. Então, para saber mais, veja o que entra em cada conjunto:

  • Identidade visual: slogan, logotipo, tipografia, estilo e manual da marca.
  • Estratégia: tom de voz, canais de comunicação, posicionamento, conteúdo e personalidade da marca.

Agora que você conseguiu compreender os primeiros passos iremos mostrar com mais detalhes os principais fatores do branding.

  1. Identidade visual

Para começar, a identidade visual envolve todos os fatores estéticos da marca, ou seja, cores, logotipo, fonte, entre outros. Na hora de construir a sua identidade é importante que você se lembre que esse mesmo conjunto de elementos visuais precisam estar presentes em todos os seus pontos de contato.

Por exemplo, se a cor principal da sua marca é vermelha, essa cor precisa estar na loja física, no site, nas redes sociais, nas etiquetas, caixas de envio ou qualquer outro objeto da marca. Esse é um passo importante, pois sempre que alguém visualizar as cores e demais elementos visuais dela, facilmente irá remeter a ela.

  1. Propósito

O propósito da marca é o pilar para a construção do branding, pois será a partir dele que você irá definir as estratégias que serão construídas. É muito importante que o seu propósito esteja claro e objetivo, para que não haja qualquer complicação ao longo da gestão da marca.

  1. Valores

Os valores da marca estão ligados ao seu propósito, pois significa aquilo que o seu negócio acredita e vive. 

Por exemplo, a sustentabilidade pode ser entendida como um valor da marca. Então, empresas que se posicionam com a sustentabilidade como um dos seus valores, precisarão criar estratégias sustentáveis, manter uma rotina prezando o bem do meio ambiente e apoiar medidas que estão relacionadas a essa causa.

Além da sustentabilidade, há outros diversos conceitos que ela pode adotar, como, conhecimento contínuo, qualidade, ética, excelência e outros. O importante é que os valores escolhidos também estejam alinhados ao propósito da empresa e as suas atitudes no dia a dia.

  1. Posicionamento

Além dos tópicos anteriores, o posicionamento é outro ponto fundamental em uma gestão. É nesta parte que você irá pensar como a sua marca irá se posicionar para os stakeholders, ou seja, qual bandeira ela irá apoiar e se manter fiel.

A definição desta etapa também será importante para criar identificação e conexão com o público. Afinal, uma vez que a marca se posiciona, as pessoas irão começar a se identificar com o seu comportamento até que finalmente se tornarem defensores dela.

O interessante disso é que, pessoas que criam uma relação com a marca, passam a contribuir com o seu desenvolvimento, uma vez que, irão compartilhá-la.

  1. Tom de voz

O tom de voz da marca é a forma como ela irá se comunicar. Ou seja, qual linguagem vai utilizar e como irá conversar com a sua audiência. É muito importante lembrar que o tom de voz precisará ser o mesmo em todos os seus canais de comunicação – conforme citamos nos outros exemplos.

Então, por exemplo, se o seu negócio possui uma comunicação divertida nas redes sociais, ela precisa ser divertida nos seus outros pontos de contato. Caso isso não aconteça, será criado um ruído entre os canais de comunicação, o que poderá prejudicá-la. 

A partir de agora acreditamos que você já esteja pronto para fazer a gestão da sua marca. E que tal aproveitar para compartilhar este artigo? Assim, você irá contribuir para que outras pessoas tenham acesso a este conteúdo!

× Como posso te ajudar?